Fórum Seixal apresenta projeto do Hospital no Seixal


no chão a promoção de hábitos de vida saudáveis sempre foi uma prioridade há muito que são desenvolvidos projetos de cooperação e parceria que estimulou uma realização de atividade física bem como a nossa onde má alimentação equilibrada mas o acesso aos serviços de saúde é cada vez mais difícil com cerca de 160 mil habitantes mais de 40 mil não têm médico de família muitos dos blocos de madrugada para o centro de saúde para garantir uma vaga mesmo tendo médico de família e temos que ouvir muito cedo de manhã pois quer uma consulta de praxe também hoje vai aqui enquanto a maior parte da manhã eu já vim aqui 34 verde e só tem quatro horas quando eu era menino mas anotem a construção de um centro de saúde nos fóruns de moura e viu novo em corroios são humanos e sargentos para quem não pode ser nem escadas e surge da weiss estou até quando essa justiça na praça posto médico isto é uma casa de habitação nessas condições podem ser por mérito a situação tem se agravado com o encerramento do serviço de atendimento permanente no chão depois em 2007 e condução do horário do dia na hora o hospital de almada está cercado de urgências e agora como fica o chefe da amora silvestre ficou gência uma dor e mandou-me do hospital outra questão que afeta a população do show é o acesso a cuidados hospitalares vegetal para dar resposta a 150 mil habitantes boa hospital garcia de orta serve atualmente 450 mil pessoas dos concelhos do seixal almada e sesimbra nossas vitórias a mais aqui é um caos entrevistado pela hora pode requerida não ajudá lo aqui na zona o que uma das quatro equipes dez horas para ser consultado ainda expressivo mais outras cinco ações para tratarem era o que faltava com função stop o vavá e jazz já justifica pelos o hospital local são de chão era ótimo trocou o cachê da horta já não aguenta norte já muito tempo que não tá preta em 2002 são entregues no ministério da saúde 28 mil assinaturas e elaborado o estudo pela região de saúde de lisboa e vale do tejo que confirma a necessidade da construção de um hospital no chão mas a decisão foi sendo adiado o poções autarcas e comissões detentos continuaram organizar várias acções de luta a criação da plataforma juntos pelo hospital no concelho do funchal a realização de um cordão humano em torno da baía do funchal com cerca de 10 mil participantes a iniciativa natal do hospital concentrações e manifestações são disso exemplo a 26 de agosto de 2009 é assinado o acordo estratégico entre a câmara municipal eo ministério da saúde e é aberto concurso público para a elaboração do projeto o hospital no funchal deveria estar construído em 2012 porque o acesso à saúde é um direito de todos participam no fórum shaw e conheceu o projeto e as violências do novo hospital

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *